Presidente do Inter participa de almoço com colorados
25/11/2018 23:21 em Geral

Marcelo Medeiros destacou importância de consulados no interior

 

O presidente do Internacional e candidato à reeleição pela Chapa 01, Marcelo Medeiros, participou no sábado (24) de um almoço em Passo Fundo, no Norte do Estado. Realizada no Clube Caixeiral Campestre, a iniciativa reuniu sócios, integrantes de consulados e da Associação dos Colorados da cidade, além de outros torcedores.

Durante o evento, Medeiros fez um balanço de sua gestão à frente do clube. Ele enfatizou o cumprimento das promessas de campanha que fez em 2016: colocar o Inter novamente na Primeira Divisão do Campeonato Brasileiro e fazer o time voltar a ser protagonista no futebol nacional. 

Destacando a importância de consulados como o de Passo Fundo, Sarandi e Erechim, o presidente colorado também lembrou de outros pontos marcantes do trabalho da atual direção. “Estamos equilibrando as questões financeiras, investindo no patrimônio e incentivando a comunicação social, através do trabalho dos consulados, resgatando assim a autoestima do torcedor. Hoje estamos com mais de 116 mil sócios e o Inter está de volta à Libertadores da América. Esperamos, nos próximos dois anos, colher os frutos do que foi plantado nesse período”, projetou o dirigente.

 

Chamado aos sócios

Medeiros também aproveitou o encontro para conclamar os sócios a participarem do segundo turno da eleição no clube, que ocorrerá no próximo dia 8 de dezembro, das 9h às 17h. Além da escolha para a presidência, haverá a renovação de 150 das 300 cadeiras no Conselho Deliberativo. Os 64.389 associados aptos a votar poderão participar do pleito pelo aplicativo do clube no celular, por voto presencial no Ginásio Gigantinho ou por e-mail. 

 

Ao pedir o voto dos presentes para a Chapa 1, tanto para a presidência quanto para o Conselho, Medeiros lembrou de momentos históricos do clube. “O Internacional, nos períodos de suas maiores conquistas, teve a marca da continuidade no trabalho. Foi assim nos anos 70 e foi assim no início dos anos 2000. Por isso pedimos o apoio de todos para seguir com o trabalho”, concluiu.

 

 

Crédito foto: Caco Arais/Divulgação TG

COMENTÁRIOS