Atualizada: Temporal causa destruição e morte durante a madrugada
12/06/2018 10:20 em Geral

 

 

Um vendaval atingiu municípios do Interior do Rio Grande do Sul entre a noite de segunda-feira (11) e a madrugada desta terça-feira (12).

O temporal que atinge o Rio Grande do Sul desde ontem deixa ao menos 112 mil clientes sem energia elétrica nesta terça-feira. As regiões mais afetadas são a das Missões, Noroeste, Norte e Planalto. Há relatos de casas destelhadas e postes caídos em cidades do Vale do Caí, da Serra, da Região Central e do Norte gaúcho — onde o temporal causou uma morte no pequeno município de Ciríaco.

A morte do morador ocorreu na área rural de Ciríaco. De acordo com familiares, o vento forte derrubou a casa de madeira em que José de Arquiles morava.

Ele foi levado por parentes até o Hospital São José, em David Canabarro, onde não resistiu aos ferimentos.

De acordo com o laudo médico do hospital, a vítima sofreu politraumatismo no corpo e fratura no crânio. A idade dele não foi revelada. 

Conforme o vice-prefeito de Ciríaco, Odacir Melo, o município está sem luz e teve postes e árvores derrubados.  

— Nós mobilizamos nossas equipes agora no amanhecer para ter noção do ocorrido. A situação é horrível — resumiu.

Também há relatos sobre estragos pontuais em Coxilha, Mato Castelhano, Gentil, Vila Lângaro e Victor Graeff.

Segundo a Defesa Civil, houve vento forte na tarde de segunda e novamente na madrugada desta terça. 

Em Tupanciretã, na Região Central, a Defesa Civil confirmou 40 casas destelhadas por causa do vento.Os outros municípios com relatos de estragos são Bom Princípio e São José do Hortêncio, no Vale do Caí, Tupandi, na Serra e Salvador do Sul, no Vale do Taquari.

O município de Água Santa, próximo a Tapejara, também foi atingido pelo temporal desta noite e teve prejuízos de grande monta. Sete aviários e 10 casas foram destruídas e outras 50 atingidas.   Foram vistas aves a mais de 500 metros dos aviários. 

O prejuízo é estimado em R$ 10 milhões.

No município de Sertão até o momento as informações são de que na comunidade de Butiá Grande, no interior, foram registrados estragos em propriedades rurais, causando prejuízos a produtores. 

 

Em Sarandi o vento tombou dois caminhões

O temporal em Sarandi aconteceu por volta da meia noite desta terça-feira (12). Um forte vendaval atingiu o interior do município nas proximidades da Linha Baios.

A força do vento tombou dois caminhões porcadeiros vazios que passavam pela ERS 404, destruiu rede elétrica e uma casa que ficava às margens da rodovia, além de deixar árvores arrancadas.

Os dois caminhões trafegavam sentido Rondinha/Sarandi quando foram tombados e arrastados pela força do vento, ambos possuem placas de Barão de Cotegipe/RS e seguiam para carregar suínos.

Apenas um dos motoristas foi encaminhado para o Hospital Comunitário de Sarandi em estado de choque para receber atendimento. 

Na rodovia, pedaços de zinco retorcido, fios de alta tensão caídos ao chão, galhos e folhas ficaram espalhados pela pista. Na residência ao lado da rodovia, que ficou totalmente destruída, não foi encontrado ninguém nas dependências. 

Socorristas do SAMU e da Brigada Militar realizaram buscas pelos escombros mas não encontraram pessoas, não se sabe ao certo se tinha ou não pessoas na casa no momento do fato.

A cidade de Rondinha está sem energia elétrica bem como parte do interior dos municípios de Ronda Alta e Sarandi devido aos temporais.

 

Ventania tomba três caminhões no trecho de Coxilha para Tapejara

Muitas propriedades tiveram avarias de grande monta nos municípios de Coxilha e Tapejara. Conforme reportagem da Rádio Uirapuru de Passo Fundo, que percorreu o  trecho de estrada que liga os dois municípios, um pavilhão de porte grande, utilizado para depósito de uma propriedade rural, teve o seu telhado arrancado e o silo danificado. Poucas árvores da região ficaram de pé.

 Próximo à propriedade, três caminhões acabaram tombando com a força do vento. Terneiros e animais mortos também foram vistos na rodovia, arrastados pela ventania.

Um dos veículos está no meio de uma lavoura próxima à estrada, onde não se vê nenhum estrago no chão, o que traz a possibilidade do caminhão ter voado com a força dos ventos.

 Segundo informações de familiares, o motorista, morador de Tapejara, está bem e recebendo atendimento médico no hospital.

 

 

Fotos: Lucas Cidade/Rd Uirapuru)

 

 

Ronda Alta

Em Ronda Alta, a tempestade fez com que o Salão e a Igreja da comunidade da Linha Macali I viesse abaixo. Restaram somente os escombros.

Os moradores relembram o fato  que ocorreu no dia 26 de outubro de 2003 quando tempestades haviam danificado ambas estruturas em grandes proporções. Porém, naquela vez o temporal não destruiu os bens materiais na totalidade.

Acredita-se que o sinistro de ontem se deu por volta das 23h50min. Arvores caíram obstruindo a estrada. 

O vento levou as telhas do pavilhão em localidades até uma distância de 5km.

Equipes da secretaria de infraestrutura estão desde cedo no local trabalhando em apoio aos moradores da Macali I, que estão desolados com a situação.

 

 

 

 

Imagens da cidade de Ciríaco 

 

Imagem de Sarandi

 

Fontes: AU Online/Rádio Gaúcha/RdPlanalto/Máxima FM

 

 Fotos: Cristiano Duarte krummenauer/AU Online/Máxima FM

 

 

COMENTÁRIOS