Novas regras para nome de medicamentos
27/02/2018 15:59 em Saúde

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) quer evitar que medicamentos sejam registrados com nomes parecidos. O objetivo é proteger o paciente, impedindo confusão na hora de tomar o remédio.

Para isso, a ANVISA criou regras para evitar o registro de produtos com nomes semelhantes, tanto na forma de escrever quanto no som da palavra. Tomar um medicamento errado pode agravar uma doença ou mesmo falhar o tratamento. Adotar nomes diferentes para os medicamentos pode diminuir as chances de confusão e de troca na hora de tomar o remédio.

Segundo a ANVISA, metade dos nomes propostos pela indústria não são aprovados de primeira. Tendo o prazo de 120 dias para apresentar novos nomes. Atualmente no Brasil são mais de 10 mil medicamentos registrados e em circulação nas farmácias. É recomendável aos pacientes e profissionais da saúde que fiquem sempre atentos. Além de adotar regras para evitar o registro de nomes de medicamentos parecidos, a ANVISA realiza testes de segurança dos produtos antes de registrar.

 

Foto: Thinkstock/Divulgação Tribuna
Fonte: Mais News/Divulgação Tribuna

 

COMENTÁRIOS